Mundo

Arcebispo Jozef Haľko: "O principal objectivo da visita do Papa é o de aprofundar a nossa fé em Jesus Cristo".

Omnes fala com D. Jozef Haľko, Bispo Auxiliar de Bratislava, Eslováquia, por ocasião da próxima visita pastoral do Papa ao país, 12-15 de Setembro de 2021.

Alfonso Riobó-30 de Agosto de 2021-Tempo de leitura: 7 acta
jozef halko

"De 12 a 15 de Setembro próximo, se Deus quiser, irei à Eslováquia para uma Visita Pastoral", anunciou o Papa Francisco. "Primeiro vou concelebrar a Missa de encerramento do Congresso Eucarístico Internacional em Budapeste", acrescentou o Papa. "Agradeço do fundo do meu coração a todos os que estão a preparar esta viagem e rezo por eles. Todos rezamos por esta viagem e pelas pessoas que estão a trabalhar para a organizar".

Por ocasião desta viagem, a segunda do Papa Francisco desde a pandemia da COVID-19, após a sua histórica visita ao Iraque, Omnes fala com D. Jozef Haľko, Bispo Auxiliar de Bratislava, Eslováquia.

Será que o anúncio da visita do Papa foi uma surpresa para os eslovacos? Não há muito tempo parecia irrealista pensar em tal possibilidade.

Ficámos não só surpreendidos com o anúncio da visita, mas também com a sua duração, uma vez que durará três dias. No entanto, não houve tempo para ficar surpreendido, pois tivemos de começar a trabalhar imediatamente para garantir que a visita decorresse da forma mais suave possível e, acima de tudo, que produzisse bons frutos espirituais.

São João Paulo II visitou brevemente a Eslováquia em 1990, antes da independência do país, e depois mais duas vezes, em 1995 e 2003. Será a quarta visita de um Papa.

As três visitas do Papa S. João Paulo II foram gravadas de forma indelével na história da nova Eslováquia pós-comunista.

É interessante recordar que já durante o comunismo, nos anos 80, foi realizada uma grande campanha de assinaturas para convidar o Papa João Paulo II a vir à Eslováquia. Os comunistas reagiram muito irritados, mas as assinaturas chegaram ao Papa João Paulo II de qualquer forma, e ele ficou comovido.

Monsenhor Jozef Haľko é Bispo Auxiliar de Bratislava, Eslováquia.

Não há muito tempo, até 1989, a Eslováquia estava sob o totalitarismo comunista. A sociedade mudou muito desde então. Quais são os actuais desafios para a Igreja?

Os desafios da Igreja de hoje consistem em construir uma sociedade saudável, baseada numa família saudável e forte, na qual as crianças sejam educadas de acordo com os valores tradicionais normais. Ao mesmo tempo, é muito importante lidar com as várias experiências no campo das relações na família, nos casais, nos filhos. É também um grande desafio evangelizar a geração mais jovem, inclusive através de redes sociais.

O desafio para a Igreja de hoje é construir uma sociedade saudável, baseada numa família saudável e forte, na qual as crianças sejam educadas de acordo com os valores tradicionais normais.

Monsenhor Jozef HaľkoBispo auxiliar de Bratislava

O lema da visita papal é: "Com Maria e José a caminho de Jesus". Pode explicar?

O lema da visita do Papa é inspirado pela devoção mariana, que é generalizada na Eslováquia, e pelo Ano de São José que foi proclamado, enquanto que o objectivo fundamental da visita do Bispo de Roma, do Papa e do Pastor Supremo da Igreja continua a ser o aprofundamento da fé em Jesus Cristo como nosso Salvador pessoal, nosso Redentor e Protector.

O objectivo fundamental da visita do Bispo de Roma, do Papa e do Pastor Supremo da Igreja é o aprofundamento da fé em Jesus Cristo como nosso Salvador.

Monsenhor Jozef HaľkoBispo auxiliar de Bratislava

A devoção mariana exprime-se, por exemplo, na padroeira do país, Nossa Senhora das Sete Dores, venerada em Sistina. Qual é o significado da presença do Papa na peregrinação de 15 de Setembro?

A visita do Papa a S. Pedro, e a sua presença no santuário nacional mariano das Sete Dores Vigren, tem uma mensagem profunda, com vários aspectos: lá rezaremos juntos em união com o sucessor de S. Pedro, na consciência de que temos apenas uma Mãe, que é portanto "Mãe da Igreja", a Mãe das Sete Dores. E aí experimentaremos de uma forma muito especial uma comunhão baseada na piedade mariana, que é o caminho mais seguro para Jesus.

Um sinal de vitalidade é o elevado número de pessoas que vão ao sacramento da confissão, ou os muitos jovens que assistem à Missa nos dias de semana. O Papa vai encontrar-se com os jovens em 14 de Setembro em Ko?sice. Que frutos espera?

A geração jovem é muito receptiva, bem como crítica. Ao mesmo tempo, estão à procura de sentido nas suas vidas, e talvez nunca antes tenham estado sob pressão de tantas ofertas alternativas a este respeito. É por isso que a voz solene do Sumo Sacerdote, o Papa Francisco, será também muito importante para eles. Existe um enorme potencial espiritual na juventude eslovaca, e é importante não só agarrá-lo e despertá-lo, mas também desenvolvê-lo de forma constante. 

Existe um enorme potencial espiritual na juventude eslovaca, e é importante não só capturá-lo e despertá-lo, mas também desenvolvê-lo de forma constante.

Monsenhor Jozef HaľkoBispo auxiliar de Bratislava

O Papa irá encontrar-se com padres, religiosos e catequistas em Bratislava. Nos primeiros anos após a queda do comunismo, o número de vocações era relativamente elevado. Qual é agora a situação da pastoral vocacional?

O trabalho pastoral das vocações exige uma atenção constante aos jovens a todos os níveis de contacto que a vida naturalmente lhes traz. A pastoral vocacional é impensável sem pastoral familiar, sem pastoral e sem evangelização também nas redes sociais, que são as plataformas de contacto dos jovens de hoje. Por exemplo, os acampamentos de acólitos organizados pelos seminaristas e apoiados pelas dioceses são de grande importância. Ali, os rapazes vêem jovens, próximos deles em idade, que já decidiram dar o passo, estudar teologia e preparar-se espiritualmente para o sacerdócio.

A Catedral de São Martinho em Bratislava acolherá o encontro do Papa Francisco com bispos, padres, religiosos, seminaristas e catequistas.

Uma peculiaridade da Eslováquia é a presença de um número significativo de católicos gregos; razões históricas fizeram da Eslováquia uma ponte entre o Oriente e o Ocidente, mas sempre ligada a Roma. Francisco irá encontrar-se com católicos gregos em Présov.

Já numa reunião em Roma, o Papa Francisco convidou os católicos gregos eslovacos a preservar e manter a sua identidade, incluindo o seu rito bizantino específico. O encontro na Eslováquia continuará, sem dúvida, nesta linha, o que será uma grande satisfação para os católicos gregos que foram perseguidos e excluídos durante 18 anos durante a era comunista: não lhes foi permitida a sua existência.

O encontro com a minoria cigana no distrito de Luník IX levará o Papa a uma das principais "periferias" da sociedade eslovaca, e a um grande desafio pastoral.

O Papa convida os ciganos a tornarem-se um presente para a sociedade com a sua cultura, a receber ao mesmo tempo todos os aspectos positivos da sociedade em que vivem. A presença do Papa no Luník em Koßice será também um grande encorajamento para aqueles que trabalham todos os dias para cuidar dos ciganos.

Bratislava, a capital, tem as suas próprias características especiais. Quais são as prioridades da arquidiocese?

A evangelização de Bratislava, tanto como capital como como grande cidade, tem certamente os seus aspectos peculiares.

É importante que os católicos em todas as áreas da vida civil testemunhem abertamente o Cristo vivo, que o seu Evangelho pode ser vivido na realidade quotidiana. A cidade, naturalmente, pressupõe a evangelização do ambiente estudantil, do ambiente empresarial, do ambiente político. O Evangelho tem em si mesmo o poder de inspirar todas as esferas da vida social.

A visita do Papa está relacionada com o Congresso Eucarístico Internacional em Budapeste, de onde o Santo Padre virá à Eslováquia?

É possível ver uma certa simetria entre os acontecimentos do Congresso Eucarístico em Budapeste e a visita do Papa à Eslováquia. O Congresso Eucarístico em Budapeste tratará das questões dos ciganos, dos judeus, das periferias e da juventude em relação à Eucaristia, todas elas objecto de várias reuniões do Papa na Eslováquia. O facto de o Papa ir encerrar o Congresso Eucarístico com uma Santa Missa solene, da qual partirá imediatamente para a Eslováquia, cria uma ligação muito inspiradora entre os dois eventos.

É responsável pela preparação espiritual para a visita do Santo Padre. Como é essa preparação?

O principal objectivo da preparação espiritual é experimentar a presença do Papa na Eslováquia como um acontecimento altamente espiritual, após o qual teremos sido fortalecidos na fé pelo sucessor de S. Pedro. Com a ajuda da preparação espiritual, estamos, por assim dizer, "sintonizados" com os "comprimentos de onda" do Papa Francisco, de modo a podermos ouvi-lo atentamente, sem nos distrairmos com perguntas irrelevantes ou menos relevantes, e a desejarmos ser fortalecidos na fé, na nossa fé pessoal em Jesus Cristo.

Os peregrinos eslovacos celebram o anúncio da visita do Papa ao país na Praça de S. Pedro. Foto: ©2021 Catholic News Service / U.S. Conference of Catholic Bishops.

Os bispos propuseram três intenções de oração em preparação da visita: para o Papa, para a Igreja na Eslováquia e para todas as pessoas na terra.

É claro que a oração é um elemento essencial e indispensável da preparação, porque sem ela "nada podemos realmente fazer", como o próprio Jesus diz. Estas três orações têm a sua lógica: rezamos por aquele que virá; rezamos por aqueles a quem ele virá; e, finalmente, rezamos por todas as pessoas, porque cada visita do Pontífice Romano, ou seja, o construtor de pontes, é também para construir pontes nas relações humanas e para construir a grande família dos fiéis de Cristo.

Para nos prepararmos, rezamos por aquele que virá; rezamos por aqueles a quem ele virá; e, finalmente, rezamos por todas as pessoas, porque cada visita do Pontífice Romano é também para construir pontes nas relações humanas e para construir a grande família dos fiéis de Cristo.

Monsenhor Jozef HaľkoBispo auxiliar de Bratislava

Relativamente ao futuro do catolicismo no país, numa carta pastoral, os bispos convidaram-nos a fazer duas perguntas: "Como é a Eslováquia hoje" e "Como queremos que seja amanhã? Deixe-me fazer-lhe as mesmas perguntas....

Estas duas questões são inseparáveis, e constituem a dinâmica do desenvolvimento espiritual de cada indivíduo e da sociedade como um todo. Pois se não chamarmos verdadeiramente realidade pelo seu nome, incluindo erros, falhas e deficiências, não podemos avançar adequadamente para o futuro, no esforço de melhorar e aprofundar o que correu mal.

Quando Jesus disse ao jovem rico: "Ainda vos falta alguma coisa", ele repete hoje a todos nós a mesma coisa. Não podemos ficar presos na letargia e na passividade, mas - como diz o Papa Francisco - temos de ser capazes de sonhar. E temos de ser capazes de fazer desaparecer gradualmente os sonhos, tornando-os realidade.

Programa do Papa na Eslováquia

    Domingo 12 de Setembro
    15:30 Chegada a Bratislava de Budapeste, e recepção oficial
    16:30 Reunião Ecuménica na Nunciatura Apostólica
    17:30 Reunião privada com membros da Companhia de Jesus

    Segunda-feira, 13 de Setembro
    9:15 Cerimónia de boas-vindas (Palácio Presidencial, Bratislava)
    9:30 Visita de cortesia ao Presidente da República
    10:00 Reunião com representantes do Estado, da sociedade civil e do corpo diplomático (palácio presidencial)
    10:45 Reunião com bispos, sacerdotes, pessoas consagradas, seminaristas e catequistas na Catedral de St. Martin, Bratislava
    16:00 Visita privada ao Centro Betlehem, Bratislava
    16:45 Reunião com a comunidade judaica na Praça Rybné námestie, Bratislava
    18:00 Reunião com o Presidente do Parlamento na Nunciatura Apostólica
    18:15 Reunião com o Primeiro Ministro na Nunciatura Apostólica

    Terça-feira, 14 de Setembro
    9:00 Chegada de avião a Košice
    10:30h Liturgia Divina de São João Crisóstomo no Salão Municipal de Desportos de Pré-ov
    16:00 Reunião com a comunidade cigana em Luník IX. em Košice
    17:00 Encontro com jovens no estádio Lokomotíva em Košice
    18:30 Partida para Bratislava

    Quarta-feira, 15 de Setembro
    9:10 Reunião de oração com os bispos no santuário nacional de Sistina
    10:00 Santa Missa ao ar livre no santuário do Sena
    13:30 Cerimónia de despedida no aeroporto e partida para Roma.

Em colaboração com
Quer notícias independentes, verdadeiras e relevantes?

Caro leitor, Omnes relata com rigor e profundidade sobre assuntos religiosos actuais. Fazemos um trabalho de investigação que permite ao leitor adquirir critérios sobre os eventos e histórias que acontecem na esfera católica e na Igreja. Temos assinaturas de estrelas e correspondentes em Roma que nos ajudam a fazer sobressair a informação de fundo do ruído dos meios de comunicação, com distância ideológica e independência.

Precisamos de si para enfrentar os novos desafios de um panorama mediático em mudança e de uma realidade que exige reflexão, precisamos do seu apoio.

Em colaboração com
Mais sobre Omnes
Boletim informativo La Brújula Deixe-nos o seu e-mail e receba todas as semanas as últimas notícias curadas com um ponto de vista católico.