Iniciativas

Waki Maki: uma mão amiga para os outros

Divulgar propostas de solidariedade, promover novas acções em favor dos outros e dar a conhecer a Igreja. Waki Maki nasceu com esta ideia em mente.

Juan Carlos Vasconez-3 de Julho de 2022-Tempo de leitura: 3 acta
waki maki

Um dos projectos vencedores de Waki Maki

Antes da pandemia, trabalhando com um grupo de amigos, percebemos que em alguns sectores da sociedade a Igreja não é bem vista. Alguns devido a conceitos errados que tiveram na sua formação pessoal, mas a maioria devido a uma falta de conhecimento. A melhor forma de apresentar um rosto mais atraente é através do testemunho, em particular, das muitas pessoas que, pela sua fé, procuram viver as obras de misericórdia.  

A maioria das pessoas não sabe o que os cristãos fazem pelos outros, especialmente pelos mais necessitados. Assim, partimos com um grupo de empresários para encontrar estas iniciativas sociais, ajudá-los a crescer e contar as suas histórias para que cada vez mais pessoas se sentissem atraídas por esta luz. Assim nasceu Waki Maki que em quíchua significa "dar uma mão".

Vimos que deveríamos concentrar-nos nas empresas sociais que se propuseram a realizar projectos nos domínios da cultura da vida e da cultura do encontro. Este foi um grande desafio, uma vez que não existe no país nenhuma base de dados que os inclua.

Por isso, foi um processo de paciência e aprendizagem. Tivemos reuniões de planeamento com a equipa para construir o projecto que tínhamos em mente da melhor maneira possível. 

Os primórdios de Waki Maki

A primeira actividade da Waki Maki teve lugar em Abril de 2022 e consistiu num desafio, a ideia era envolver as iniciativas oferecendo-lhes dias de formação e, com base no que aprenderam, apresentar documentos explicando a possível melhoria dos seus próprios projectos. Finalmente, para participar em dois prémios de 5.000 dólares.

Para isso tivemos duas categorias, a primeira foi chamada ideiaO projecto foi concebido para projectos que estavam a arrancar ou que pretendiam iniciar uma nova área de uma iniciativa que já estava em funcionamento.

A outra categoria foi chamada crescimentoO projecto concentrou-se em projectos que já tinham um historial e que procuravam melhorias.

O primeiro passo foi apelar a numerosas iniciativas de trabalho social. Tivemos o apoio da Universidad Hemisferios, Asociación de Empresarios Católicos, Cáritas, e da AEI (uma associação empresarial privada muito grande no Equador). 

Fizemos chamadas para fundações e ongs e enviámos muitos mailings. Além disso, utilizámos redes sociais tais como grupos e publicações Whatsapp no Instagram e Facebook para estender o convite a todos aqueles que estavam interessados em adquirir as ferramentas para melhorar a sua gestão de ajuda comunitária.

As inscrições encerraram a 6 de Abril e tínhamos 150 projectos registados. Foi utilizado um primeiro filtro para validar os formulários de candidatura, 100 foram seleccionados. Ao longo do desafio estabelecemos um canal de comunicação directo e permanente para resolver as suas preocupações ou abordar os seus comentários.

As sessões de formação, que tiveram lugar a 19 e 20 de Abril, centraram-se na utilização dos meios de comunicação social, gestão de voluntários, marketing para angariação de fundos e financiamento, entre outros. Durante a formação, 80 iniciativas foram constantemente ligadas e 60 apresentaram os requisitos para avançar para a segunda fase.

A 26 de Abril foi o dia de tutoria um-a-um onde os 11 finalistas tiveram a oportunidade de discutir e receber feedback sobre os seus projectos com cada mentor durante 10 minutos. 

Finalmente, a comissão seleccionou o vencedor de cada categoria. O Capability Care Centre e as Irmãs do Toque de Assis foram os vencedores das categorias ideia e crescimento, respectivamente.  

Realizámos uma cerimónia de entrega de prémios onde pudemos falar com os vencedores e aprender com a sua experiência tanto no desafio como no seu trabalho com a comunidade. Estamos satisfeitos com os resultados obtidos e ansiosos por empreender mais actividades Waki Maki para ligar a iniciativa privada a projectos de ajuda social e, assim, dar-nos uma ajuda para melhorar as boas acções que a Igreja faz na nossa sociedade. 

Boletim informativo La Brújula Deixe-nos o seu e-mail e receba todas as semanas as últimas notícias curadas com um ponto de vista católico.