Cinema

Converso: Ausência, afecto, vazio e distância

Omnes-5 de Fevereiro de 2018-Tempo de leitura: 2 acta

Um realizador de Navarra, David Arratibel, realizou um filme que - para dizer o mínimo - pode ser descrito como surpreendente. David não acredita, e de repente descobre que toda a sua família foi convertida.

TEXTO-Miguel Castellví

Um realizador de Navarra, David Arratibel, realizou um filme que - para dizer o mínimo - pode ser descrito como surpreendente. David não acredita, e de repente descobre que toda a sua família se converteu. As suas irmãs María e Paula, cada uma por sua conta, descobrem Deus. A sua mãe, Pilar, e o seu cunhado, Raúl, regressam à prática religiosa após anos de afastamento. David não compreende, ele fica furioso.

Para resolver o conflito, David Arratibel decide fazer o que sabe: fazer um filme documentário. "para tentar compreender como tinham chegado a ter a certeza de que Deus existe".. O resultado é Conversouma série de conversas com María, Pilar, Paula e Raúl, que - como disse um crítico - não é um documentário sobre a fé: "Trata-se de ausência, afecto, vazio e distância".. Os protagonistas dizem:

Maria (irmã mais velha, expressiva, apaixonada, engraçada): "Bem, éí, eu sou o que eles chamam 'conversa'.. Não consigo descrever o que se torna quando se descobre algo tão imenso como a existência de Deus. Mas acontece que Converso não é - ou não é apenas - um filme sobre convertidos"..

Paula (irmã mais nova, reflexiva, médica): "Para mim, a minha conversão é uma história alegre, do tipo que se quer partilhar; e, por outro lado, David dá-me toda a confiança no mundo porque ele tende a fazer as coisas da maneira correcta naturalmente"..

Pilar (mãe, com a serenidade dos anos): "Estou envolvido na vida política e social há mais de quarenta anos e ainda lá estou, penso eu, desde que vivo. Mas desde o meu compromisso cristão nos meus vinte anos, que me encorajou a lutar por uma sociedade mais justa, a enorme desilusão das filosofias marxistas, o seu fracasso histórico e a busca que todos temos de encontrar um sentido na nossa existência, permitiram-me encontrar um caminho que perdi um dia"..

Raúl (cunhado, músico, marido de Maria): "Nada que eu pudesse imaginar mais contrário à minha maneira de ser do que o que me aconteceu: estar num filme a falar das mais preciosas vicissitudes da minha alma"..

David (director, irmão, filho, cunhado): "Tem sido uma experiência introspectiva e curativa que me tem permitido, através de conversas, restabelecer a ligação com a minha família, mesmo com aqueles que morreram e não sei se estão à minha espera em algum lugar para retomar as conversas que nos restam pendentes..

Conversode David Arratibel, é um filme que vale bem a pena ver. Estreou em Madrid a 29 de Setembro.

Em colaboração com
Quer notícias independentes, verdadeiras e relevantes?

Caro leitor, Omnes relata com rigor e profundidade sobre assuntos religiosos actuais. Fazemos um trabalho de investigação que permite ao leitor adquirir critérios sobre os eventos e histórias que acontecem na esfera católica e na Igreja. Temos assinaturas de estrelas e correspondentes em Roma que nos ajudam a fazer sobressair a informação de fundo do ruído dos meios de comunicação, com distância ideológica e independência.

Precisamos de si para enfrentar os novos desafios de um panorama mediático em mudança e de uma realidade que exige reflexão, precisamos do seu apoio.

Em colaboração com
Boletim informativo La Brújula Deixe-nos o seu e-mail e receba todas as semanas as últimas notícias curadas com um ponto de vista católico.