Mundo

Papa encerra Congresso Eucarístico em Budapeste e vai à Eslováquia

O Santo Padre anunciou no domingo que no dia 12 de Setembro viajará para Budapeste, a capital da Hungria, onde concelebrará a Missa de encerramento do Congresso Eucarístico Internacional. Visitará então a Eslováquia.

Rafael Mineiro-4 de Julho de 2021-Tempo de leitura: 3 acta
saudações do papá

Foto: Francis cumprimenta no início de uma Audiência Geral ©CNS photo/Paul Haring)

"De 12 a 15 de Setembro próximo, se Deus quiser, irei à Eslováquia para uma Visita Pastoral na noite do dia 12", anunciou o Papa Francisco após a oração do Angelus de domingo, notando que os eslovacos estão a regozijar-se com esta notícia. "Primeiro vou concelebrar a Missa de encerramento do Congresso Eucarístico Internacional em Budapeste", acrescentou o Papa. "Agradeço sinceramente a todos os que se estão a preparar para esta viagem e rezo por eles. Todos rezamos por esta viagem e pelas pessoas que estão a trabalhar para a organizar".

Mateo Bruni, director do Gabinete de Imprensa da Santa Sé, especificou as cidades que o Papa irá visitar: "Como o Santo Padre anunciou esta manhã no Angelus, a convite das autoridades civis e das conferências episcopais, no domingo 12 de Setembro de 2021, o Papa Francisco viajará para Budapeste por ocasião da Santa Missa de encerramento do 52º Congresso Eucarístico Internacional; depois, de 12 a 15 de Setembro de 2021, viajará para a Eslováquia, visitando as cidades de Bratislava, Présov, Ko?sice e Sistina Martin. O programa da viagem será publicado em devido tempo".

Esta é a segunda viagem apostólica do Papa desde a pandemia de Covid-19. No início de Março, Francisco visitou o Iraque numa viagem histórica, onde forjou amizades com a comunidade muçulmana xiita e reuniu-se com representantes de judeus e muçulmanos na antiga cidade natal de Abraão, Ur dos Caldeus, e exortou-os a percorrer um caminho de paz.

Além disso, há alguns dias, numa reunião de oração pela paz e de reflexão sobre o Líbano com representantes cristãos, ortodoxos e protestantes, o Romano Pontífice expressou "grande preocupação em ver este país - que tenho no coração e que desejo visitar - mergulhado numa grave crise".

Cardeal Erdö: sinal de esperança

"A comunidade de crentes católicos aguarda com grande alegria e afecto a chegada do Santo Padre", disse o Cardeal Péter Erdö, Arcebispo de Budapeste e Primaz da Hungria. "Estamos a rezar para que a sua visita seja um sinal de esperança e um novo começo para nós com a atenuação da pandemia", acrescentou ele.

O Cardeal Erdo salientou também que é de grande importância que o Santo Padre assista pessoalmente à Missa de Encerramento, pois é normalmente o legado papal que representa o Santo Padre nos Congressos Eucarísticos. Este foi também o caso durante o último Congresso Eucarístico em Cebu, onde o Papa Francisco enviou uma mensagem vídeo".

D. András Veres, Bispo de Győr e Presidente da Conferência Episcopal Húngara, expressou a mesma alegria quando ele e o Cardeal Peter Erdö assinaram um comunicado de imprensa a 8 de Março, na sequência do anúncio do Papa Francisco de que se deslocaria à Hungria para celebrar a Missa de encerramento do Congresso Eucarístico Internacional a ter lugar de 5 a 12 de Setembro.

Monsenhor Zvolenský: Reforçar a nossa fé

A maior parte da viagem papal, porém, terá lugar na Eslováquia, um pequeno país da Europa Central com quase 5,5 milhões de habitantes, cuja capital é Bratislava, e cuja moeda é o euro. Após a queda do Muro de Berlim em 1989, e após 23 anos de tropas soviéticas na Checoslováquia, a partida dos soldados russos foi activada em Junho de 1991. Dois anos mais tarde, em 1993, a Checoslováquia foi dividida em República Checa, por um lado, e Eslováquia, por outro. Em 2018, tinham passado 25 anos desde a cisão.

O Arcebispo Stanislav Zvolenský, Arcebispo de Bratislava e Presidente da Conferência Episcopal Eslovaca, disse que o anúncio da visita do Papa ao seu país, "é uma notícia particularmente alegre, e eu estou muito feliz. Creio que muitos de nós estamos também neste momento a regressar com grande alegria à memória da visita do Santo Padre João Paulo II. E mais uma vez podemos dizer que o sucessor dos apóstolos, agora Papa Francisco, virá à Eslováquia".

O presidente da conferência dos bispos eslovacos acrescentou que este anúncio "vem em ligação com a solenidade dos nossos santos Cirilo e Metódio, arautos da fé". Foram eles que nos ensinaram a respeitar o Papa. E agora poderemos acolher o Sucessor do Apóstolo Pedro na Eslováquia, para o receber no nosso meio".

Monsenhor Zvolenský convidou todos a começarem a preparar-se internamente para poderem ouvir bem a mensagem do Papa Francisco, relata a agência oficial do Vaticano. "É uma mensagem de sensibilidade para com aqueles que sofrem, os que estão à margem da sociedade, os necessitados, tanto material como espiritualmente. Há também a sua grande preocupação pelo bem da família, a sua grande sensibilidade às necessidades dos jovens. Estes temas farão certamente parte da visita do Papa Francisco à Eslováquia. Penso que podemos esperar um grande fortalecimento espiritual".

A 23 de Março deste ano, durante uma reunião conjunta, os bispos eslovacos apoiaram uma iniciativa apresentada ao Tribunal Constitucional da República contra a proibição do culto público devido à pandemia, de acordo com relatos dos meios de comunicação social.  

Em colaboração com
Quer notícias independentes, verdadeiras e relevantes?

Caro leitor, Omnes relata com rigor e profundidade sobre assuntos religiosos actuais. Fazemos um trabalho de investigação que permite ao leitor adquirir critérios sobre os eventos e histórias que acontecem na esfera católica e na Igreja. Temos assinaturas de estrelas e correspondentes em Roma que nos ajudam a fazer sobressair a informação de fundo do ruído dos meios de comunicação, com distância ideológica e independência.

Precisamos de si para enfrentar os novos desafios de um panorama mediático em mudança e de uma realidade que exige reflexão, precisamos do seu apoio.

Em colaboração com
Mais sobre Omnes
Boletim informativo La Brújula Deixe-nos o seu e-mail e receba todas as semanas as últimas notícias curadas com um ponto de vista católico.