América

Porto Rico terá um Seminário Maior Interdiocesano

A Congregação para o Clero aprovou um decreto para erigir o Seminário Maior Interdiocesano de Santa Maria da Divina Providência, em resposta a um pedido feito por vários bispos da Conferência Episcopal de Porto Rico. 

Alejandro Zubieta-3 de Abril de 2020-Tempo de leitura: 5 acta
Santa Maria da Divina Providência com a criança.

Assinado pelo Cardeal Beniamino Stella, Prefeito da Congregação, e pelo Arcebispo Jorge Patrón Wong, Secretário dos Seminários, o decreto elogia o acordo entre os bispos que "uniram forças para oferecer aos futuros sacerdotes uma formação em consonância com a sã doutrina da Igreja Católica".

O documento da Congregação para o Clero sublinha que o seminário servirá para "para promover a formação humana, espiritual, intelectual e pastoral exigida pela realidade cultural actual e em harmonia com o Ratio fundamentalis institutionis sacerdotalis".

O anúncio foi feito há pouco mais de um mês pelo arcebispo de Ponce e presidente da Conferência Episcopal de Porto Rico, Monsenhor. "grande alegria". o que a realização deste projecto significa para os bispos. "Este é um anseio que temos guardado nos nossos corações durante muitos anos e após um longo processo de reflexão, consulta e oração, começaremos em 15 de Agosto de 2020..

O arcebispo de Ponce assinalou que o novo seminário "será o local onde os futuros pastores serão treinados". e convidou todos os fiéis católicos a manterem em oração que Santa Maria, Mãe da Divina Providência, Padroeira de Porto Rico, os ajudará nas suas orações para a salvação da nação. "favor com vocações santas e abundantes".

O decreto aprova o pedido feito pelo próprio Bispo Rubén González Medina; Arcebispo Roberto González Nieves de San Juan; Bispo Álvaro Corrada del Río de Mayagüez; e Bispo Eusebio Ramos Morales de Caguas e Administrador Apostólico da Diocese de Fajardo-Humacao. 

A sede e organização dos futuros sacerdotes em Porto Rico tem uma longa história de diálogo devido às circunstâncias e interesses particulares das diferentes dioceses. Trata-se, sem dúvida, de um projecto que tem sido saudado desde a erecção da primeira diocese. O recente decreto da Santa Sé é o resultado da experiência adquirida ao longo do caminho e de uma maturidade na comunhão que dá grande esperança para um grande seminário.

Desde o século XVIII

O contexto histórico recorda que a ideia de um seminário em San Juan Bautista, o nome original de Porto Rico, veio do Bispo Pedro de la Concepción na segunda década do século XVIII. O seu desejo foi mais do que ratificado, e em 1768 a Coroa espanhola exigiu que todas as dioceses tivessem um seminário. Assim, sob o governo do primeiro bispo porto-riquenho, Don Juan Alejo de Arizmendi, começaram os preparativos para o estabelecimento do primeiro seminário. 

O apoio e generosidade do povo de San Juan permitiu a Don Pedro Gutiérrez de Cos, sucessor de Arizmendi, completar e estabelecer em 1832 o Seminário Conciliar de San Ildefonso, que foi construído no rés-do-chão na parte antiga de San Juan, junto à casa do arcebispo. 

Neste seminário, estudaram não só os futuros sacerdotes, mas também os estudantes que aspiravam a uma melhor formação. Além da ilha, os estudantes vieram de Santo Domingo (actualmente República Dominicana), Venezuela e Espanha (principalmente das cidades de Málaga e Barcelona). 

Em San Ildefonso formaram-se grandes homens, como o Cardeal Luis Aponte Martínez, o primeiro cardeal porto-riquenho, bem como grandes heróis e pais do país, como Román Baldorioty de Castro e Eugenio María de Hostos. A influência educativa desta casa de estudos foi tão grande que durante as suas primeiras décadas o seminário foi o principal centro de ensino do país. Na sua longa existência, o Seminário Conciliar passou por importantes mudanças nos seus objectivos e regência. A sua história pode ser resumida pelos três nomes pelos quais foi conhecida: Colegio-Seminario, Seminario e Seminario Conciliar.

A partir de 1900, o seminário passou por mudanças de governo - uma delas foi a associação política de Porto Rico com os Estados Unidos em 1898 - e sérias dificuldades económicas que aumentaram com o tempo e, porque não puderam ser resolvidas, levaram ao seu encerramento definitivo. Em 1915, o Bispo William Jones reactivou-a novamente sob a direcção dos Padres Vicentinos. Um novo bispo, James Davis, decidiu mudar o seminário para a cidade gerida pelos jesuítas de Aibonito. Em meados da década de 1930 foi definitivamente encerrada.

Novas dioceses e recomeço

O aumento da população e o estabelecimento de novas cidades e vilas levou a Igreja em Porto Rico à criação e divisão de novas paróquias e dioceses em toda a ilha. Da arquidiocese de San Juan, foi criada a diocese de Ponce (1924), e destas duas, outras novas dioceses: Arecibo (1960), Caguas (1964), Mayagüez (1976) e Fajardo-Umacao (2008).

A fim de reiniciar um novo seminário, procurou-se uma solução de acordo com os tempos. Assim, em 1948, foi fundada a Universidade Católica na cidade de Ponce, uma iniciativa do bispo James Davis, bispo da arquidiocese de San Juan Bautista, e do bispo E. McManus da diocese de Ponce. McManus da Diocese de Ponce. Nos seus primórdios, foi filiada à Universidade Católica da América em Washington. No final do seu primeiro ano de fundação, a Universidade obteve a acreditação do Conselho do Ensino Superior de Porto Rico. A Universidade foi ereta canonicamente pela Santa Sé a 15 de Agosto de 1972 e a 25 de Janeiro de 1991 foi-lhe conferido o título de Pontifícia.  

Na década de 1960, o bispo de Ponce, Dom Fremiot Torres Oliver, decidiu aproveitar a recente Universidade Católica para fundar um seminário diocesano dentro da universidade: o Regina Cleri. O edifício da Faculdade de Medicina foi utilizado como o local do evento. 

Mais iniciativas

Ao verificar a experiência da formação sacerdotal do Regina CleriAlguns bispos propuseram uma nova sede em San Juan, em colaboração com a diocese de Ponce. Assim foi fundado o Seminário Maior Interdiocesano de Porto Rico, com dois campi: a faculdade de filosofia em San Juan e a faculdade de teologia em Ponce. Fernando Felices em San Juan, e Mons. Jesús Diez Antoñanzas em Ponce. Assim, para além de Ponce e Mayagüez, o novo seminário teve estudantes de San Juan, Cagüas e Arecibo. Esta experiência continuou de 1993 a 1996. Apesar da juventude deste seminário interdiocesano, a sua existência ajudou a criar laços de fraternidade entre os sacerdotes dessa geração, laços que perduram até aos dias de hoje.

Em 1996, a Arquidiocese de San Juan fundou o Seminário Maior Regional de San Juan Bautista. Uma propriedade pertencente à Cúria na Rua José de Diego foi utilizada como sede, e os seminaristas da Arquidiocese de San Juan, da Diocese de Caguas e, brevemente, os da Diocese de Arecibo foram incorporados no Seminário Maior. Até à data, os seus seminaristas estudam teologia na Pontifícia Universidade Católica na cidade de Ponce. Em 2012, a Diocese de Arecibo procurou outra solução e decidiu fundar um seminário em Pamplona.  

Depois desta longa viagem, Porto Rico está agora cheio de esperança para esta nova iniciativa, tão desejada pela Sagrada Congregação para o Clero. Rezamos para que Deus abençoe abundantemente o novo Seminário Interdiocesano Santa Maria da Divina Providência, com abundantes vocações sacerdotais, tão necessárias na Ilha.

O autorAlejandro Zubieta

Porto Rico

Em colaboração com
Quer notícias independentes, verdadeiras e relevantes?

Caro leitor, Omnes relata com rigor e profundidade sobre assuntos religiosos actuais. Fazemos um trabalho de investigação que permite ao leitor adquirir critérios sobre os eventos e histórias que acontecem na esfera católica e na Igreja. Temos assinaturas de estrelas e correspondentes em Roma que nos ajudam a fazer sobressair a informação de fundo do ruído dos meios de comunicação, com distância ideológica e independência.

Precisamos de si para enfrentar os novos desafios de um panorama mediático em mudança e de uma realidade que exige reflexão, precisamos do seu apoio.

Em colaboração com
Mais sobre Omnes
Boletim informativo La Brújula Deixe-nos o seu e-mail e receba todas as semanas as últimas notícias curadas com um ponto de vista católico.