Espanha

Rosa María Murillo: "Nunca deixei de me surpreender com o que Deus faz nas pessoas".

Há algumas semanas, Rosa María Murillo, uma leiga da diocese de Plasencia, foi confirmada pela Conferência Episcopal Espanhola como Presidente Nacional do Movimento "Cursilhos no Cristianismo". Ligado a Cursilhos desde os anos 80, este licenciado em Direito, casado e residente de Don Benito, faz parte do Comité Executivo como secretário do Movimento Cursilhos desde 2017 até à data.

Maria José Atienza-22 de Novembro de 2022-Tempo de leitura: 5 acta
Rosa Maria Murillo

Janeiro de 1949. O mosteiro de San Honorato em Maiorca acolheu o que viria a ser o primeiro Cursillo de Cristiandad da história. 

A semente do que viria a ser mais tarde o Cursilhos no Cristianismo Encontramo-lo no trabalho preparatório de um grupo de leigos e sacerdotes, que fez parte do Conselho Diocesano da Juventude da Acção Católica (JAC) de Maiorca, para a grande peregrinação nacional que a Juventude da Acção Católica fez a Santiago de Compostela em 1948. 

Nesta preparação, são realizados os seguintes "Cursillo de Adelantados de Peregrinos". y "Pilgrims' Leaders Cursillo", liderados por membros da Acção Católica. 

Nessas reuniões, a possibilidade de O "desenvolver algo novo, algo que permita que o conteúdo essencial do cristianismo seja compreendido em toda a sua intensidade mesmo por aqueles que viviam à margem da religião". Um sopro do Espírito Santo que daria forma, um pouco mais tarde, ao primeiro Cursillo de Cristiandad. 

Entre os iniciadores deste movimento encontravam-se leigos e padres. Entre os primeiros, destaca-se Eduardo Bonnín Aguiló. Entre os sacerdotes, Bispo Sebastián Gayá AguileraJuan Capó Bosch, de quem o processo de beatificação e canonização acaba de começar, e Don Juan Capó Bosch. Juntamente com eles, o então bispo de Maiorca, Monsenhor Juan Hervás Benet, seria a chave na configuração e nascimento de Cursillos de Cristiandad. 

Desde aqueles dias de Inverno numa pequena ilha no Mediterrâneo até aos dias de hoje, passaram mais de 70 anos, e o Movimento Cursillo é hoje uma realidade espalhada pela Europa, América e várias partes de África e Ásia. 

Actualmente o Movimento está estruturado a nível diocesano através dos Secretariados diocesanos; e a nível nacional com o Secretariado Nacional.

Os Grupos Internacionais do Movimento Cursillo coordenam e facilitam a coordenação entre os vários secretariados nacionais em todo o mundo. 

A Organização Mundial do Movimento Cursillo (OMCC), "um organismo de serviço, comunicação e informação", é actualmente constituído pelos Grupos Internacionais do Movimento Cursillo: América Latina, Europa, Ásia-Pacífico e América do Norte-Caraíbas.

Incluído nos movimentos e associações do Dicastério para os Leigos, Família e Vida, Cursillos no Cristianismo tem sido a forma de encontro com Cristo para centenas de milhares de pessoas. 

Em Espanha, há algumas semanas, Rosa María Murillo assumiu a presidência do Secretariado Nacional de Cursilhos no Cristianismo de Álvaro Martínez de Córdoba.

Laica, casada, licenciada em Direito e funcionária pública de carreira activa, Rosa tem sido catequista, agente pastoral juvenil e chefe do catecumenato adulto. Foi também presidente do Movimento Cursillos de Cristiandad na diocese de Plasencia de 2012 a 2020. Da sua mão mergulhamos nesta realidade de primeira proclamação na Igreja que, como São João Paulo II assinalou, "No seu encontro com Cristo, aprendeu a olhar com novos olhos para as pessoas e para a natureza, para os acontecimentos do dia-a-dia e para a vida em geral. Experimentou que a verdadeira felicidade vem de seguir o Senhor. Esta experiência pessoal e comunitária deve ser transmitida a outros"..

Como conheceu o movimento Cursillo e o que ele significou na sua vida?

-Fiz o meu cursillo há muitos anos, quando era um jovem estudante de direito. Para mim foi uma experiência decisiva de encontro comigo mesmo, com os outros e com Deus. Um triplo encontro no qual pude ancorar as minhas escolhas de vida e fazer seguir Jesus de Nazaré o verdadeiro sentido da minha vida. 

Encontrei as respostas que acredito que todo o ser humano procura para ter uma vida mais plena. Desde então, tenho estado sempre ligado ao Movimento.

Assume a presidência da Cursillos depois de ter sido seu secretário nacional durante muito tempo. Como acolhe esta demonstração de confiança? 

-Não como um cargo, nem como um fardo, tomo-o como mais uma oportunidade para servir com humildade, dedicação e plena confiança no Senhor. Este é o testemunho que recebi de presidentes anteriores. 

O que é que está a pedir a Deus nesta fase? 

-Peçolhe, acima de tudo, o dom do discernimento pessoal e comunitário para nos abrir como movimento à Sua vontade. 

Peço-vos a coragem de correr o risco, o certo e o errado, sem perder o ânimo na busca de fidelidade criativa ao nosso carisma de Primeiro Anúncio ao povo de hoje. 

Como é a experiência de um Cursillo de Cristiandad?

Quando falamos do workshop, referimo-nos a uma das partes do nosso processo de Primeiro Anúncio, que tem lugar numa reunião de três dias. 

É uma forte experiência de viver e partilhar o que é fundamentalmente cristão, na qual a novidade da Boa Nova para cada criatura pode ser claramente percebida. 

É uma proposta alegre de vida nova formulada por testemunhas em amizade e com absoluto respeito pela liberdade. 

Ao longo dos anos tenho sido uma testemunha privilegiada de quantas pessoas num cursillo conheceram o Senhor. Na minha mente tenho muitos rostos jovens e não tão jovens, pessoas mais religiosas do que crentes, pessoas indiferentes, com mais e com menos educação, com vidas destruídas, pessoas sem um horizonte, pessoas sem um porquê ou para quê. Nunca deixei de me espantar com o que Deus faz nas pessoas ao contemplarem a passagem de Deus pelas suas vidas. 

Cursillo é muito mais do que uma experiência de três dias, é um processo de amizade já iniciado no precursillo e que é projectado num acompanhamento pessoal e comunitário mais tarde, no pós-cursillo. As chaves deste processo são a testemunha, a amizade e a oração.

O que fazem os Ultreyas ("além!") que vivem dentro do Cursillo? 

-Com esta expressão referimo-nos às reuniões que são oferecidas depois de ter experimentado o Cursillo. É um local de celebração, oração e formação. É a nossa forma de acompanhar cada pessoa para que ela possa amadurecer, aprofundar e crescer no que encontrou no Cursillo. 

O objectivo é integrar a experiência do Cursillo na vida quotidiana, cada um no lugar e ambiente em que vive, e fomentar uma presença evangelizadora no seu ambiente como fermento.

Ultreya é um grito peregrino que nos impele a ir mais longe. É o grito de alguém que não consegue parar de anunciar o que viu e ouviu e que mudou a sua vida. 

Quem pode assistir a um Cursillo de Cristiandad? 

-Uma pessoa com idade legal pode frequentar um Cursillo. O público alvo do Cursillo é tão amplo como o próprio Evangelho. No entanto, destina-se preferencialmente aos que procuram, aos que não conhecem Deus ou aos que precisam de recuperar ou revitalizar a sua fé.

Um dos seus slogans De Colores O que significa para os membros Cursilhos?

-De Colores é uma canção popular que simboliza a alegria da fé. Um presente, um presente que muda a sua vida e a sua visão. 

Olhar com os olhos de Deus é ver a vida com esperança, uma vida de cores. 

Para nós é também uma canção comunitária, um sinal da alegria de partilhar a missão evangelizadora.

Numa sociedade em que os leigos têm o fardo da evangelização mais claro do que nunca, como é que aceitamos este desafio evangelizador de Cursillos?

-O Movimento Cursillo surgiu de intuições claras que ainda são válidas: a percepção de um mundo de costas voltadas para Deus exige uma resposta evangelizadora de homens e mulheres transformados, que estão certos de que o mundo é o lugar da salvação, que o Evangelho é a solução e que cada pessoa é capaz de Deus e capaz de evangelizar no seu ambiente.

O Movimento Cursillo é uma ferramenta com experiência comprovada no sempre necessário, e agora urgente, campo do Primeiro Anúncio. 

O desafio é ser fiel ao nosso carisma, sendo criativo no contexto da mudança dos tempos. Dizemos que o método Cursillo é um método indutivo, que se baseia na observação da realidade em constante mudança. Isto exige abertura para responder às questões dos homens e mulheres de hoje, abandonando rotinas e acomodações.

É essencial que os cursillos fermentem o ambiente, porque esse é o seu objectivo. 

O desafio é ouvir, conhecer e dialogar com o mundo, assumir o contexto em que vivemos com misericórdia e esperança, não dar nada por perdido. 

O desafio é manter um estilo de vida e relações mais evangélicas baseadas numa espiritualidade encarnada.

Em colaboração com
Quer notícias independentes, verdadeiras e relevantes?

Caro leitor, Omnes relata com rigor e profundidade sobre assuntos religiosos actuais. Fazemos um trabalho de investigação que permite ao leitor adquirir critérios sobre os eventos e histórias que acontecem na esfera católica e na Igreja. Temos assinaturas de estrelas e correspondentes em Roma que nos ajudam a fazer sobressair a informação de fundo do ruído dos meios de comunicação, com distância ideológica e independência.

Precisamos de si para enfrentar os novos desafios de um panorama mediático em mudança e de uma realidade que exige reflexão, precisamos do seu apoio.

Em colaboração com
Boletim informativo La Brújula Deixe-nos o seu e-mail e receba todas as semanas as últimas notícias curadas com um ponto de vista católico.