Iniciativas

Três raparigas ganham o concurso Race for Life Story Contest

María José Gámez, de Sevilha; María Moreno, de Badajoz; e Lorena Villalba, de Gijón, que trabalha em Saragoça, ganharam o Concurso de Contos da Corrida pela Vida Solidária que terá lugar no próximo domingo 27 de Junho no Parque de Valdebebas (Madrid).

Rafael Mineiro-19 de Junho de 2021-Tempo de leitura: 5 acta
concurso de contos

O Corrida pela Vida já cá está. No próximo domingo, 27 de Junho, as pessoas dirão mais uma vez Sim à Vida com uma Corrida Solidária, que terá lugar fisicamente em Madrid, no Parque Valdebebas, ou virtualmente de cada município. Haverá duas modalidades: 5 ou 10 km, e poderá participar com a sua família ou amigos, correndo ou caminhando. Será possível correr das 8:00 a.m. do dia 25 de Junho até às 23:00 p.m. do domingo 27 de Junho.

Em Valdebebas, a corrida física começará às 10:00 da manhã; antes disso, será lido o Manifiesto Deportistas por la Vida. Às 11.30 da manhã terá lugar a cerimónia de entrega dos prémios. Abaixo encontra-se uma breve explicação de como se registar. A corrida foi organizada pela Asociación Deportistas por la Vida y la Familia, membros da Plataforma Sí a la Vida, como mostra de apoio do mundo do desporto à dignidade da pessoa humana desde a concepção até à morte natural, para aqueles que foram mortos pelo Covid-19, e para celebrar o décimo aniversário desta Plataforma. 

A Plataforma Yes to Life, composta por mais de 500 associações, está a celebrar o décimo aniversário da sua fundação e, por este motivo, para além da evento virtual realizado a 21 de Marçoque reuniu testemunhos e actividades interessantes, organizou uma segunda parte com uma presença física com a Corrida pela Vida Solidária no dia 27 de Junho.

Desta forma, "a sociedade espanhola poderá mais uma vez ouvir a voz da defesa de toda a vida humana e a urgência de a defender numa altura em que está sob ataque particular da lei da eutanásia e da perseguição daqueles que oferecem informação e ajuda às mulheres grávidas para salvar a vida dos seus filhos", diz Alicia Latorre, coordenadora da Plataforma.

Os vencedores, de Sevilha, Badajoz e Gijón

Para além da preparação da corrida, houve uma Concurso de contos curtos sobre O dom da vida e do desportorelatado pela Omnes. E as vencedoras acabaram por ser três mulheres vencedoras. Na categoria sub-19, o primeiro prémio ex aequo foi para María José Gámez Collantes de Terán, 17 anos, estudante no primeiro ano de Bachillerato na escola Adharaz Altasierra (Espartinas, Sevilha), do grupo Attendis, com um conto intitulado Corre! y María Moreno Guillén, de Badajoz, da mesma idade, também estudante no primeiro ano de Bachillerato na escola Puerta Palma-El Tomillar em Badajoz, do mesmo grupo educacional, com a história intitulada A felicidade da minha vida.

Em ambos os casos, os vencedores descobriram o concurso de contos curtos através dos seus professores. Loreto Macho Fernández, licenciado em Actividade Física e Ciências do Desporto e professor de Educação Física na Adharaz, informou-os sobre a competição, e vários deles escreveram as suas histórias. Margarita Arizón, professora de Literatura Universal, comentou o concurso, e María Moreno e alguns outros alunos da escola de Badajoz participaram.

Na categoria de Atletaso vencedor foi Lorena Villalba Heredia, um nativo de Gijón, com a história intitulada Nyala, após a superação, triunfando. Lorena é licenciada em Ensino Primário e Educação Física pela Universidade de Oviedo, e mais tarde fez um mestrado em Investigação e Inovação na Primeira Infância e Ensino Primário na mesma universidade. Trabalha actualmente como professora e investigadora na Universidade de Saragoça.

A história de Nyala

Nyala é a história de um rapaz albino, o mais novo de onze crianças de um país africano, que é ajudado por um irmão marista e começa a competir internacionalmente. Ele está inscrito numa universidade espanhola e o sonho da sua vida torna-se realidade... Não vamos ceder a trama. As histórias de María José Gámez e María Moreno também têm um enredo. Poderá vê-los num livro electrónico do omnesmag.com, que recolherá as 30 melhores histórias de acordo com o julgamento do Júri.

Javier Fernández JáureguiO presidente do Athletes for Life recorda que "o Barão de Coubertin queria que houvesse competições artísticas ao lado de eventos desportivos, e que é obrigatório para cada cidade candidata aos Jogos Olímpicos apresentar uma proposta de actividades culturais.

Falando com a Omnes, Lorena Villalba revela que descobriu o concurso de colegas com quem por vezes tinha discutido a vida e alguns temas religiosos, e foram eles que lhe transmitiram a informação. Lorena vê neste prémio "um sinal de que Deus a enviou" para voltar a escrever contos, algo que ela tinha abandonado.

Formalizar os registos. Família

É fácil registar-se para a Corrida Sim à Vida Solidária a 27 de Junho. A simples custa 16 euros, mas a organização também planeou uma inscrição para um grupo familiar de entre 2 e 10 pessoas, por apenas 24 euros. "A ideia é tornar a participação mais acessível", diz Javier Fernández Jáuregui, presidente da Asociación de Deportistas por la Vida y la Familia. A inscrição para a corrida online é ainda mais barata: 9 euros para uma única pessoa, e 15 euros para um grupo familiar, entre 2 e 10 pessoas. Há também um dorsal 0, a 5 euros.

As inscrições podem ser feitas aqui:

Carreira física: https://www.rockthesport.com/es/evento/deportistas-por-la-vida

Carreira virtual: https://www.rockthesport.com/es/evento/deportistas-por-la-vida-virtual 

Para mais informações, visite deportistasportistaslavidaylafamilia.com ou ligue para 629406454.

O Manifesto

Javier Fernández Jáuregui encoraja a juntar-se aos muitos desportistas que assinaram o Manifesto dos Desportistas, no qual se comprometem a dar o melhor de si pela vida de cada ser humano em todas as circunstâncias das suas vidas, e pede às autoridades públicas que se comprometam com esta tarefa.. 

A Corrida Solidária pela Vida é um acontecimento cheio de vida e alegria, apesar de denunciar as agressões contra a vida humana, no qual haverá música, leitura de manifestos, entrega de prémios e um minuto de silêncio em memória do falecido. Em todos os momentos, o espírito de auto-aperfeiçoamento e solidariedade típico do desporto universal, sempre em busca do desenvolvimento integral da pessoa humana, será realçado.

Alicia Latorre deseja encorajar todos aqueles que hesitam: "A Plataforma Sim à Vida encoraja toda a sociedade civil que defende a vida desde o seu início até ao seu fim natural a mostrar o seu apoio, correndo pela vida a 27 de Junho, ou virtualmente, cada um a partir do seu local de residência, ou pessoalmente, correndo ou caminhando com a família ou amigos"..

No Manifesto a ser lido em Valdebebas, os atletas afirmam o seu "compromisso e lealdade para com a vida; sublinham o seu desejo de que a vida seja "exaltada, encorajada e protegida em qualquer circunstância, situação ou período da vida", e defendem-na "como amantes e praticantes da actividade física e do desporto, como descendentes dos nossos pais ou cuidadores, que nos deram vida e a oportunidade de experimentar e melhorar as nossas qualidades humanas graças ao desporto".

Em colaboração com
Quer notícias independentes, verdadeiras e relevantes?

Caro leitor, Omnes relata com rigor e profundidade sobre assuntos religiosos actuais. Fazemos um trabalho de investigação que permite ao leitor adquirir critérios sobre os eventos e histórias que acontecem na esfera católica e na Igreja. Temos assinaturas de estrelas e correspondentes em Roma que nos ajudam a fazer sobressair a informação de fundo do ruído dos meios de comunicação, com distância ideológica e independência.

Precisamos de si para enfrentar os novos desafios de um panorama mediático em mudança e de uma realidade que exige reflexão, precisamos do seu apoio.

Em colaboração com
Mais sobre Omnes
Boletim informativo La Brújula Deixe-nos o seu e-mail e receba todas as semanas as últimas notícias curadas com um ponto de vista católico.