Família

Iniciativas e livros sobre o casamento e a família

Aprender a conhecer a natureza humana é essencial para o sucesso da vida conjugal. Para isso, precisamos de formação permanente.

Leticia Rodríguez-9 de Outubro de 2022-Tempo de leitura: 3 acta
iniciativas e livros

Em 1981, a lei do divórcio foi aprovada em Espanha, que estabeleceu os fundamentos para o divórcio. 24 anos mais tarde veio o que conhecemos como lei do divórcio expressoDe acordo com isto, não é necessário dar uma razão. Como já ouvimos e lemos inúmeras vezes, é mais fácil divorciar-se do que sair da linha do telemóvel. Hoje em dia muitas pessoas aceitam realidades como sexo sem amor, pornografia ou mesmo poliamoría sem bater uma pálpebra. Hoje em dia, amar alguém para o resto das nossas vidas não é tarefa fácil, senão não estaríamos a falar da actual taxa de divórcio em Espanha (60 %). 

Há uma questão sobre a qual acredito que demos passos gigantescos nas últimas décadas. Os homens contribuem muito mais do que antes na esfera da família e as mulheres fazem o mesmo na esfera do trabalho. Esta é uma grande riqueza que temos de continuar a melhorar. 

Papa Francisco em Amoris Laetitia diz que, até agora, nós cristãos temos mostrado muitas vezes pouca capacidade de mostrar formas de felicidade. Acredito que os cristãos são chamados a dar um bom exemplo. Um exemplo de amor incondicional. Um exemplo de famílias imperfeitas que por vezes fazem as coisas mal, mas que não perdem a ilusão de as fazer bem e que tentam colocar os meios para as conseguir. 

Os cristãos têm dois meios de luta nesta vida, o natural e o sobrenatural. E devemos usar ambos. O sobrenatural são a oração e os Sacramentos. Os naturais, nesta área, são aqueles que consistem em recorrer à sabedoria de pessoas que estudaram profunda e amplamente o casamento e a família e que têm conselhos maravilhosos para tornar o caminho muito mais fácil para nós. Um exemplo disto é o desenho do conteúdo do Congresso digital. Conversas de amorsobre sexualidade e afectividade.

Entre os livros que recomendo estão Os 7 princípios dos casamentos que funcionam por John Gotmann. Espectacular a distinção que ele faz entre problemas perpétuos e resolúveis em casais. Que grande estudo ele fez e o quanto nos pode ajudar na nossa vida quotidiana. 

Outro é As 5 línguas do amorpor Gary Chapman, que fala sobre como o segredo de um amor que dura é falar a língua emocional do nosso parceiro e não a nossa. Há cinco línguas que expressam amor: palavras de afirmação, contacto físico, presentes, actos de serviço e tempo de qualidade. É fácil para todos nós falar as nossas próprias línguas de amor, mas não tão fácil falar as línguas de amor dos outros. É importante identificar o mais cedo possível as nossas próprias línguas de amor e as do nosso parceiro e agir em conformidade. 

As pessoas são uma espécie de vasos emocionais. Há pessoas que têm um tanque emocional cheio porque se têm sentido amadas regularmente. Há pessoas que têm um tanque emocional vazio porque lhes tem faltado imenso a este respeito. Se nos certificarmos de manter os nossos tanques emocionais cheios, certamente esta tarefa com a qual nos comprometemos no dia do nosso "eu faço" será muito mais suportável.

Por vezes as crianças terão a sorte de testemunhar o amor recíproco (embora nunca perfeito) da sua mãe e do seu pai. Outras vezes as crianças aprenderão o amor incondicional de um cônjuge abandonado que perdoa, de um cônjuge que durante longos períodos de tempo tem de amar o outro mesmo quando o outro aparentemente não o merece. Muitas vezes o que nos transforma é o facto de nos sentirmos amados quando realmente não nos sentimos, ou não somos, dignos desse amor.

Há 20 anos que trabalho para a IFFD (Federação Internacional para o Desenvolvimento da Família). É uma maravilha o que a IFFD tem feito desde que a sua antecessora foi formada em '78. Estamos agora em 70 países e temos um estatuto consultivo geral nas Nações Unidas. Usamos principalmente a metodologia do caso, que ajuda as pessoas a identificar factos (por oposição às opiniões), diagnosticar problemas e ser muito criativos na procura de soluções. Continuaremos a trabalhar com entusiasmo e esforço para conceber novas dinâmicas que ajudem a descobrir a beleza da vida familiar.

O melhor presente que podemos dar aos nossos filhos é o nosso amor. Quando um de nós falha na nossa promessa, ainda temos a oportunidade de permanecer fiéis à nossa promessa, perdoando o outro e tornando os nossos filhos testemunhas desse perdão. Somos chamados a amar-nos uns aos outros. Somos capazes de nos amarmos uns aos outros. Vale a pena amar.

O autorLeticia Rodríguez

Director do IFFD Family Enrichment.

Em colaboração com
Quer notícias independentes, verdadeiras e relevantes?

Caro leitor, Omnes relata com rigor e profundidade sobre assuntos religiosos actuais. Fazemos um trabalho de investigação que permite ao leitor adquirir critérios sobre os eventos e histórias que acontecem na esfera católica e na Igreja. Temos assinaturas de estrelas e correspondentes em Roma que nos ajudam a fazer sobressair a informação de fundo do ruído dos meios de comunicação, com distância ideológica e independência.

Precisamos de si para enfrentar os novos desafios de um panorama mediático em mudança e de uma realidade que exige reflexão, precisamos do seu apoio.

Em colaboração com
Mais sobre Omnes
Boletim informativo La Brújula Deixe-nos o seu e-mail e receba todas as semanas as últimas notícias curadas com um ponto de vista católico.